domingo, 21 de dezembro de 2008

Programa Visão Espírita do dia 21.12.2008


“Subordinado ao livre-arbítrio, casamento não é fatalidade. Tanto podem não se consumar os que foram planejados, quanto podem ocorrer sem planejamento algum.” Richard Simonetti

“É impraticável espera-se que a união de dois indivíduos que se amam seja sempre tranqüila, sem sinuosidade ou sem desafios emocionais.”
“Todo relacionamento afetivo é feliz, quando existe respeito entre os parceiros, resultando ou não em prolongada união”. Joanna de Ângelis

“No que diz respeito a laços afetivos, por mais envolvimento que haja em termos de simpatia, ternura e anseio, a dinâmica que nos manterá unidos a outra pessoa será invariavelmente o respeito mútuo. Se desejarmos conviver bem afetivamente, deveremos nos empenhar na aquisição da sabedoria interior, que é sempre uma tarefa pessoal.” Hammed

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Nossas Angustias





“Sonhar o sonho impossível,Sofrer a angústia implacável,Pisar onde os bravos não ousam,Reparar o mal irreparável,Amar um amor casto à distância,Enfrentar o inimigo invencível,Tentar quando as forças se esvaem,Alcançar a estrela inatingível:Essa é a minha busca.”  Dom Quixote



Escolhemos sonhos impossíveis -  Para depois sofrer por não realizá-los.
Optamos por pessoas complicadas - Para depois reclamar que é difícil conviver.
Além das nossas, choramos as dores do mundo - Para depois perguntar por que tanto sofrimento.
Não falamos o que sentimos - Para depois nos queixar que ninguém nos compreende.
Não traçamos limites - Para depois nos magoar porque os outros nos invadem.

Ou seja, complicamos a vida, e depois nos fazemos de vítima. Faz sentido?

É preciso refletir até que ponto nossas angustias são necessárias.

José Antonio Ferreira da Silva

domingo, 14 de dezembro de 2008

Programa Visão Espírita do dia 14.12.2008




“(...) por mais que se preocupe, a reunião de todas essas preocupações não poderá mudar coisa alguma em sua vida.”
“Confiemos na Paternidade Universal que rege a todos, visto que preocupação, em síntese, é desconfiança nas Leis da vida”
Hammed