domingo, 30 de janeiro de 2011

Crenças e Carma



“Nossa mentalidade atrai tudo aquilo que irradiamos consciente ou inconsciente. Portanto, certas crenças que mantemos no imo de nós mesmos, chamam para si prosperidade e nos fazem muito bem; outras tantas nos desconectam do progresso e da realidade espiritual.”

“Desta forma tudo o que está acontecendo em tua vida são produtos de tuas crenças e pensamentos, que se materializam por fora de ti mesmo; não são, nem punições e nem recompensas, mas reações desencadeadas pelas tuas ações mentais.”

“Deus não proferiu julgamento a cada ato pessoal e sim, criou leis perfeitas que dirigem o universo e, porque tens o livre-arbítrio como patrimônio, é que deves admitir que a vida dá chances iguais para todos: a diferença está na credulidade de cada um.”

Hammed / Francisco do Espírito Santo Neto


domingo, 23 de janeiro de 2011

Palavra e Atitudes



“A palavra é traiçoeira, escorregadia. Como a exemplo das partículas atômicas, não se pode dizer onde exatamente ela está. Apenas determina-se um campo de probabilidade em que ela esteja vibrando num horizonte de possíveis significações. As palavras pairam, como dizia Drummond; a nós basta colhê-las e pô-las à mesa, tecê-las em malhas as mais diversas. Ao Homem, quando da sua primeira queda, coube levar consigo a consciência colhida em bagos; o peito ardendo em brasa sob o pecado da palavra, e o horizonte a frente aguardando a construção; Menos tijolos e pedras que uma Babel de signos.”

“Às palavras não é dado o existir sem posse. Elas só são quando efetivamente representam, quando designam a coisa ou o que quer que seja que chamem de referencial. Em outros termos, não há palavra se não pulsa nela a alma do que a atravessa: os homens, o tempo e o espaço que se amalgamam para perfazer aquilo a que chamamos História.”

Acildes Mendes Júnior - livro "Pala(lavras) em Terra: Forja e Coifa de uma Região

“Em síntese, o poder da palavra em nossa vida é fundamental e se observarmos a reação de nossas afirmações e atos, descobriremos que eles não retornarão jamais vazios, mas sim, repletos do material emitido.”

Hammed / Francisco do Espírito Santo Neto

“por nossas palavras seremos justificados, e por nossas palavras seremos condenados.”

Jesus em Mateus 12:37


quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Programa de Rádio com Calunga


Programa de rádio, Gasparetto conversando com você, da rádio Mundial.
Edição do dia 19/01/2011 apresentado pelo espírito Calunga falando sobre a necessidade de sair da Mente e ouvir o Espírito.
Você tem ouvido o que sua Alma diz....

domingo, 16 de janeiro de 2011

Aparências


“Máscaras fazem parte de nossa existência, porque todos nós não somos totalmente bons ou totalmente maus e não podemos fugir de nossas lutas internas. Temos que confrontá-las, porque somente assim é que desbloquearemos nossos conflitos que são as causas que nos mantêm prisioneiros frente à vida.”
“Deixemos de falsas aparências e analisemos nossas emoções e sentimentos, burilando-os e canalizando nossas energias, fazendo delas uma catarse dos fluxos negativos e transmutando-as a fim de integrá-las adequadamente.”
Hammed / Francisco do Espírito Santo Neto

domingo, 9 de janeiro de 2011

Os cinco sistema da Sombra


"A Sombra é uma corrente de forças interiores que trabalham pelo inconsciente, pelo escuro, pelo não visto, por baixo, no processo de tornar real. Sem a presença da Sombra não há realidade, não há vida. A vida existe na Terra devido à Sombra. São dimensões do nosso Corpo que têm poderes extraordinários para regenerar, reconstituir, restaurar e criar. São dos deuses de nosso Corpo, ou seja. os deuses estão em nós. Sombra é o Espírito Uno na matéria falando conosco."
Luiz Gasparetto e Lucio Morigi
Livro: Revelação da Luz e das Sombras

domingo, 2 de janeiro de 2011

Receita de ano novo



Receita de ano novo

Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor do arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido
(mal vivido talvez ou sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser;
novo
até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens?
passa telegramas?)

Não precisa
fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar arrependido
pelas besteiras consumidas
nem parvamente acreditar
que por decreto de esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.

Para ganhar um Ano Novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.

Carlos Drummond de Andrade