domingo, 30 de junho de 2013

A vida não pode ser consumida simplesmente...


 Fora daquilo que respeita a vida eterna, as coisas humanas enfastiam de imediato. O raciocínio quer luz e substância.
                Há quem atravesse o estágio físico fazendo rodízios entre ocupações sem proveito para atordoar, esquecer, desafogar-se.
                Nossa vida tem o valor da nossa técnica de viver. O entendimento da realidade espiritual não nos exclui da obrigação de conhecer simultaneamente a existência e nós.
                Quem se distancia da observação em torno do que se passa consigo não enceleira as lições dos fatos. Quem não presta atenção perde a oportunidade.
                As ocorrências em que somos envolvidos, naturalmente, carecem de interpretação de nossa parte.

Kelvin Van Dine
Do livro “Técnica de Viver” de Waldo Vieira 

domingo, 23 de junho de 2013

Autoconhecimento




O autoconhecimento é a capacidade inata que nos permite perceber, de forma gradativa, tudo que necessitamos transformar.
Ao mesmo tempo, amplia a consciência sobre nossos potenciais adormecidos, a fim de que possamos vir a ser aquilo que somos em essência.

Só tememos o que desconhecemos.
O autoconhecimento requer um constante exercício, no reino do pensamento reflexivo, sobre as sensações externas e internas.
Viver uma vida sem reflexão é como escutar uma música sem melodia.

Hammed

domingo, 16 de junho de 2013

Tudo depende de si



“O ser espiritualizado acredita que não é pior nem melhor do que os outros, porque percebe e age com seus sentidos voltados para a Eternidade e sabe que cada pessoa é tão boa quanto pode ser, conforme seu grau evolutivo.”
Hammed

Torne-se feliz
Tudo depende de si
Tudo fica em si
Tudo sai de si
Tudo morre em si
Gasparetto


segunda-feira, 10 de junho de 2013

Preocupação...


“Os preocupados vivem entorpecidos no hoje por quererem controlar, com seus pensamentos e com sua imaginação, os fatos do amanhã.”

“[...] por mais que se preocupe, a reunião de todas essas preocupações não poderá mudar coisa alguma em sua vida.”

“Os preocupados têm dificuldade de concentração no momento presente e, por isso, fazem com que a consciência se desvie do foco da experiência para a periferia, isto é, vivem entorpecidos no hoje por quererem controlar, com seus pensamentos e com sua imaginação, os fatos do amanhã.”


Hammed

domingo, 2 de junho de 2013

Eu me amo como sou!


Somos o que somos.
Somos o somatório de todas as nossas conquistas até agora.
Somos adequados e humanos.
Somos confortavelmente diferentes.
Podemos nos admirar.
Podemos nos amar.
Estamos abertos para aprender e melhorar.
Podemos nos desenvolver em um clima de paz.

Eu sou o que sou e 
Eu me amo como sou.


Luiz Gasparetto